Percentual de reajuste em Penápolis aprovado pelo Conselho Gestor do Daep ficou acima da inflação

A tarifa de água e esgoto em Penápolis será reajustada em 9% a partir de março, de acordo com nota divulgada na tarde desta quinta-feira (7) pela Prefeitura.

Segundo a administração municipal, o percentual de reajuste foi aprovado pelo Conselho Gestor do Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis), órgão responsável pelo abastecimento no município.

Ainda de acordo com a administração municipal, o pedido de reajuste apresentado pela direção do departamento leva em consideração a composição de custos operacionais e a necessidade de investimentos nos processos de captação, tratamento e distribuição de água e coleta e tratamento de esgotos.

Dados do Daep apontam que em 2018, os gastos com energia elétrica aumentaram 11,05% com relação ao ano anterior e com combustível cresceram 10,35%, apesar da diminuição de 3,24% no consumo.

O departamento argumentou ainda que precisa investir na melhoria da prestação de serviços com a construção de novas adutoras; na renovação da frota de desobstrução de esgotos; na construção de um novo reservatório de água no bairro Pereirinha; e no desassoreamento das lagoas de tratamento de esgoto.

Salários

Outro ponto levado em consideração pelo conselho ao autorizar a reposição foi o fato de estar em estudo a concessão de reajuste salarial aos servidores da autarquia, de acordo com a Prefeitura.

Em nota divulgada à imprensa, o presidente do Daep, Edson Bilche Giroto, o Batata, argumenta que o valor da tarifa de água e esgoto de Penápolis está dentro da realidade de outros municípios da região. “Em pesquisas apuramos que outros municípios tiveram aumento que variam de 5% a 10% em suas tarifas de água e esgoto”, disse.

Ainda de acordo com ele, nenhum município aprovou apenas a reposição de 3,3440%, que foi o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).