O TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) já emitiu desde o início deste ano 80 alertas aos municípios da região de Araçatuba sobre situações de possibilidade de descumprimento da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). É o que mostra um levantamento da Folha da Região por meio da plataforma Visor (Visão Social de Relatórios de Alerta), lançada na última quarta-feira (8) pela corte de contas. Os alertas computados englobam prefeituras, câmaras e autarquias.

A maioria das cidades da região – 21 delas – estão no quadrante vermelho, o que significa grande quantidade de alertas de vários tipos diferentes. Entre elas estão: Alto Alegre, Auriflama, Barbosa, Birigui, Brejo Alegre, Buritama, Gabriel Monteiro, General Salgado, Guaraçaí, Guararapes, Ilha Solteira, Itapura, Nova Castilho, Nova Luzitânia, Penápolis, Pereira Barreto, Rubiácea, São João de Iracema, Suzanápolis, Turiúba e Valparaíso.

Os municípios com maior quantidade de alertas, com cinco cada um, são General Salgado (três tipos diferentes), Nova Luzitânia (três tipos diferentes) e São João de Iracema (três tipos diferentes). A reportagem encaminhou e-mail às prefeituras dessas cidades, perguntando quais providências estavam sendo tomadas em relação aos alertas, mas até o fechamento desta edição não houve resposta.

QUADRANTES

Já a quantidade de municípios da região que estão no quadrante verde é 19. Esse quadrante engloba as cidades que tiveram pequeno volume de alertas e de poucos tipos diferentes. As cidades nessa classificação são: Andradina, Araçatuba, Avanhandava, Bento de Abreu, Bilac, Braúna, Castilho, Clementina, Coroados, Glicério, Lavínia, Lourdes, Mirandópolis, Murutinga do Sul, Nova Independência, Piacatu, Santo Antônio do Aracanguá, Santópolis do Aguapeí e Sud Mennucci.