Estava em um ônibus no qual havia mais 4,7 quilos de skank, droga também conhecida com super maconha

Um estudante de medicina foi preso na tarde de segunda-feira (14) em Araçatuba (SP), após ser flagrado transportando 100 cápsulas de cocaína.

Ele estava em um ônibus que foi abordado por equipe do TOR (Tático Ostensivo Rodoviário), no qual havia ainda mais 4,7 quilos de skank, também conhecida com super maconha. O proprietário dessa droga não foi localizado.

O flagrante foi feito na frente da base da Polícia Militar Rodoviária, na rodovia Marechal Rondon (SP-300), durante a operação São Paulo Mais Seguro. O ônibus de transporte interestadual vinha de Campo Grande (MS) e seguia para Brasília (DF).

Durante vistoria no interior do veículo, os policiais encontraram uma mochila contendo as 100 cápsulas do entorpecente e identificaram o acusado, de 39 anos, como sendo o proprietário da bagagem.

Ele mora em Juazeiro do Norte (CE) e estuda medicina na Bolívia. A droga pesou 1,128 quilo e foi apreendida.

 

Ainda durante as buscas no ônibus, os policiais encontraram outras duas mochilas escondidas atrás das últimas poltronas e nelas havia 17 pacotes de skunk, que pesaram 4,783 quilos. Ninguém se apresentou como proprietário do entorpecente, que também foi apreendido.

O estudante de medicina foi levado para o plantão policial junto com a droga e após ser ouvido ficou à disposição da Justiça para ser apresentado em audiência de custódia.