Transferência de Borja para River Plate não acontece e Palmeiras é comunicado

A crise econômica na Argentina melou a transferência de Borja, ex-Palmeiras, para o River Plate. Dono de 50% dos direitos do jogador, o Verdão foi avisado de que o negócio não vai acontecer no momento. A expectativa do clube era embolsar uma importante quantia, correspondente à metade do valor total da negociação.

Segundo o Diário Olé, o River Plate pagaria cerca de R$ 34 milhões para contar com o atacante. Com isso, o Verdão ficaria com R$ 14 milhões. Em contato à Gazeta Esportiva, o clube confirmou que foi notificado sobre a interrupção do negócio.

A transferência era dada como certa nas últimas semanas, mas tudo mudou depois que o Banco Central argentino anunciou medidas econômicas que impactam diretamente a atuação dos clubes na janela de transferências. A principal delas é a interrupção da venda de dólares no câmbio oficial, barrando a saída da moeda norte-americana do país.

De acordo com o jornal argentino Clarín, o River Plate já havia depositado 195 milhões de pesos argentinos em sua conta, que seriam destinados ao pagamento da primeira parcela ao Junior Barranquilla. Este valor é equivalente a 1,5 milhões de dólares, baseado na cotação oficial (126 pesos argentinos).

Contudo, com a nova medida, a alternativa para o River manter o negócio seria recorrer ao chamado dólar MEP. Neste câmbio, porém, a cotação saltou para 272 pesos. Com isso, o valor da primeira parcela a ser paga seria elevada para 408 milhões de pesos. Desta forma, o clube argentino teria que desembolsar mais do que o dobro do que planejou para a transação.