Prefeito pode perder direitos políticos até 2026 pelos casos do ‘Fala com a Márcia’ e de comício em quadra de escola de samba. Gabinete da prefeitura sustenta que a investigação conduzida pelo Legislativo não apontou irregularidades.

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) agendou para esta segunda-feira (21) dois julgamentos contra o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) que podem resultar em inelegibilidade. A sessão está programada para as 15h.

O Ministério Público Eleitoral pede que o prefeito perca os direitos políticos até 2026 por sua participação em dois eventos realizados em 2018:

a reunião com líderes evangélicos no Palácio da Cidade — caso que ficou conhecido como “Fala com a Márcia”;
o comício na quadra da Estácio de Sá para apresentar candidatos a servidores da Comlurb — um deles, seu filho.
O julgamento é baseado em um pedido do PSOL feito em 2018.