Uefa integra cores do arco-íris em seu logo após polêmica com estádio de Munique

A Uefa incluiu as cores do arco-íris em seu logo nas redes sociais, na manhã desta quarta-feira. A troca ocorreu após polêmica envolvendo o estádio de Munique nesta terça, quando a organização recusou o pedido da prefeitura da cidade para iluminar o Allianz Arena com as cores da comunidade LGBT para a partida de Alemanha e Hungria, nesta quarta-feira, pela Eurocopa.

O pedido de iluminação do estádio teria sido ocasionado pela aprovação de uma lei que proíbe a “promoção” da homossexualidade na Hungria.

Em nota, a Uefa se justificou dizendo que a iluminação do estádio seria um ato político e por isso rejeitou a decisão.

“Algumas pessoas interpretaram a decisão da UEFA de recusar o pedido da cidade de Munique para iluminar o estádio de Munique com as cores do arco-íris para um jogo do EURO 2020 como “política”. Pelo contrário, o pedido em si era político, ligado à presença da seleção húngara de futebol no estádio para o jogo desta noite com a Alemanha”, escreveu.

A federação europeia conclui afirmando compromisso com “uma sociedade mais diversa e inclusiva”.