Yuri Alberto pode “roubar” camisa 7 de Luan no Corinthians? Checamos!


O centroavante Yuri Alberto, anunciado na última quarta-feira como novo reforço do Corinthians, realizou seu primeiro treino nesta quinta, no CT Dr. Joaquim Grava, e já até deu suas primeiras palavras como jogador do clube.

Apesar de já ter aparecido segurando uma camisa do Timão ao lado do presidente Duilio Monteiro Alves e do diretor de futebol Roberto de Andrade, a Gazeta Esportiva apurou que ele ainda não tem uma numeração definida.

Muitos torcedores, após a divulgação da imagem, começaram a pedir que o atacante, então, herdasse (ou “roubasse”) a camisa 7 de Luan, que está há 19 jogos sem ser relacionado. No início de junho, a Gazeta Esportiva revelou a situação do meia dentro do clube.

A reportagem colheu a informação de que é possível haver, sim, uma troca de numeração no decorrer de uma competição. Na Libertadores, no entanto, o trâmite só é possível em trocas de fases, já que a numeração é “fixa” conforme as etapas da competição. Assim, ele só herdaria a camisa 7 caso Luan saísse da lista de inscritos.

No início de junho, a reportagem apurou que Luan tem treinando normalmente, sem qualquer restrição ou orientação especial do departamento médico. Em algumas ocasiões, quando ele relata alguma dor, passa por um trabalho de prevenção no quadril, algo comum e dentro do cronograma de qualquer atleta.

Ele é o único atleta (excetuando Ruan Oliveira, que está no DM) que não atuou sob o comando de Vítor Pereira – agora, claro, Yuri Alberto também ainda não entrou em campo. Aliás, ele só pode fazer isso após o dia 18 de julho, na abertura da janela de transferências no Brasil, se estiver regularizado.

Nesta temporada, Luan atuou em apenas três oportunidades: jogou por sete minutos na vitória contra o Santo André, em janeiro, ainda sob o comando de Sylvinho; entrou no fim da vitória diante do São Bernardo, em fevereiro, já com o interino Fernando Lázaro; e, por fim, em sua única chance como titular, o empate por 1 a 1 diante do Botafogo-SP, também naquele mês.

Desde que a situação do meia veio à tona, ele não vem sendo relacionado e não tem sequer atualizações em seu quadro médico. Mesmo com um time tão desfalcado por conta de lesões, ele vem ficando fora do banco de reservas.

Tanto VP, quando Duilio e Roberto de Andrade já falaram abertamente sobre o futuro do jogador: o desejo do clube é tentar negociá-lo agora no meio do ano.